Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - 007

Páginas: [1] 2 3 ... 9
1
Autárquicas 2013 / Autarquias 2017
« em: Junho 19, 2017, 22:34:00 »
Caros Militantes,

É com alguma tristeza da minha parte que assisti à apresentação da actual lista de candidatos do partido mais votado nas anteriores eleições.

Apesar de não ter ficado muito surpreendido, pois aprendi ao longo da vida, constatei que continua a haver "quintinhas" entre os candidatos cabeças-de-lista para as eleições de freguesia (para não falar da Assembleia).

Nada mudou, a maioria dos candidatos apresentados são os mesmos dos anteriores mandatos para essas juntas, não possuem formação adequada e diga-se de passagem que já estão ultrapassados no tempo face à era das novas tecnologias, ao rigor financeiro e aos novos desafios exigentes do século XXI.

Estes continuam a gerir os seus "quintais" como se o fizessem há 20 anos atrás "com pás e enxadas", rodeados dos seus amigos de confiança.

Pergunto se a maioria dos militantes teve uma palavra a dizer acerca da formação de cada lista na sua junta de freguesia antes de ser apresentada? Houve algum escrutínio e avaliação criteriosa dos elementos iniciais?

Fiquei triste pela forma como foram apresentadas as listas, aprovadas por unanimidade, assentes exclusivamente na base de confiança de cada cabeça de lista.

Não queria falar em desorganização, mas é imperioso melhorar o profissionalismo e rigor técnico, se queremos continuar a vencer as eleições por vários anos!

Tenho dito: "O descuido é a morte do artista".

2
Geral - Outros Temas / CMTV disponível para receber fábrica da Tesla
« em: Dezembro 22, 2016, 22:54:00 »
Caros,

É do conhecimento público que a câmara de Torres Vedras foi  a primeira a manifestar interesse em acolher a fábrica de carros eléctricos que a Tesla quer instalar na União Europeia.


A CMTV tem em vista terrenos a norte da cidade de Torres Vedras junto à autoestrada A8 para a instalação da mega-fábrica.

Relembro que só em 2017 é que a Tesla irá decidir a localização da fábrica que quer construir na Europa e tem vindo a estabelecer contactos nesse sentido com o Governo português, tendo também em vista outros países europeus.

A concretizar-se o investimento, rondaria os 5 mil milhões de dólares norte-americanos e a criação de 6.500 postos de trabalho directos.

http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/tesla-tem-portugal-debaixo-de-olho-para-instalar-a-sua-gigafabrica-na-europa

Seria muito importante, para o concelho e para a região Oeste a concretização desta mega-fábrica, possibilitando construção de outras fábricas, gerando emprego e crescimento económico sustentável para a região, uma vez que este tipo de investimento é amigo para o ambiente.

Espero que a iniciativa não morra em saco roto, nem que outra câmara do país passe à frente, já que a região Oeste tem vindo a ser muito esquecida durante os últimos anos, com a não concretização do projecto do aeroporto da OTA.

Nunca mais se debateram as compensações para a região relativamente ao chumbo deste projecto.

Portanto, é mais do que a hora de recebermos esta fábrica e fazer desenvolver a região.

No final de 2017 não quero ouvir desculpas que a Tesla preferiu outro município do país ou  que preferiu  outro país a nível europeu.

Mãos à obra, pois ainda há muito trabalho pela frente se o Dr. Carlos Bernardo pretender vencer as eleições.

Se vencer, tem que garantir aos torrienses este mega-projecto, não servirá de desculpas todo o seu empenho, mesmo que não durma a pensar neste projecto.

É imperioso este projecto para Torres Vedras, Oeste e Portugal.

Vamos ao trabalho!

Oluap

3

Excelente indicador, pois a Cidade já merecia um reconhecimento há algum tempo.


"Universidade Nova distingue cinco municípios como "os melhores para viver"

A distinção é atribuída desde 2007 e tem em consideração indicadores em 10 domínios, que este ano foram compilados nas áreas económica, social e ambiental

Cinco municípios foram hoje distinguidos como os "melhores para viver" devido a projetos nas áreas da economia, social e ambiental, escolhidos pelo INTEC-Behavioral Technology Institute, da Universidade Nova de Lisboa.

De acordo com Dalila Antunes, presidente do INTEC, “o objetivo deste prémio é distinguir as boas práticas que são desenvolvidas pelos municípios, divulgá-las e promover a troca de ideias”, o que aconteceu hoje, em Lisboa, na conferência "Melhores Municípios para Viver 2013".

A distinção é atribuída desde 2007 e tem em consideração indicadores em 10 domínios, que este ano foram compilados nas áreas económica, social e ambiental.

O Centro de Mar, que procura valorizar um conjunto de atividades, produtos e serviços à volta do mar, de Viana do Castelo, foi um dos projetos distinguidos este ano na área de economia, juntamente com um projeto de apoio ao emprego de Oliveira do Hospital.

“Nesta área foi também convidada [para a conferência de hoje] a Sanjotec de São João da Madeira, porque é um caso de sucesso que combina aspetos de tradição com alguma modernidade”, acrescentou Dalila Antunes.

O município de Torres Vedras foi distinguido na área social “pelo seu trabalho notável de requalificação do espaço público numa perspetiva de utilização do espaço”.

No ambiente, o reconhecimento foi para a Mata da Machada, no Barreiro, “classificada como área natural e que tem um trabalho de educação ambiental associada ao espaço”.

Também o município de Sever do Vouga foi reconhecido a nível ambiental “pelo seu trabalho relativo ao turismo sustentável”.

“Em relação ao início deste nosso projeto, notamos que cada vez mais os projetos desenvolvidos têm maior qualidade, o que também se deve muito a esta troca de experiências. Temos notado que existe mais um trabalho em rede, quer entre municípios quer com outras entidades da sociedade civil”, considerou Dalila Antunes.

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico

(in: http://www.ionline.pt/artigos/portugal/universidade-nova-distingue-cinco-municipios-os-melhores-viver)

4
TRÂNSITO & ESTACIONAMENTO / Re:
« em: Junho 25, 2012, 15:02:03 »
Estou de acordo com o que o Dr. Rivel proferiu nos seus posts e o extremo cuidado a ter na divulgação de imagens. Pessoas como esta contribuem para o debate e opiniões contrutivas!
Continue assim... Sempre muito atento e alertando os cidadão

5
Não concordo com o que proferiu Senhor Presidente,

Primeiro, o papel da Câmara dever-se-á centrar por todo o concelho administrativo e não restringuir-se apenas ao meio urbano, cidade propriamente dita.

O que aconteceu nos últimos anos, foi a intervenção de todas as juntas de freguesia (excepto a de S.Pedro e Santiago), no espaço rural.

As Juntas de Freguesia dever-se-ão limitar à sua área envolvente e a Câmara deverá participar em acções conjuntas que estão para além da responsabilidade de uma única Junta.

Volto a repetir, é evidente as assimetrias de desenvolvimento na área urbana das Juntas de S. Maria do Castelo e São Miguel vs S. Pedro e Santiago.

Se olharmos para a planta da cidade constatamos que a parte habitacional da cidade se desenvolveu largamente para o lado territorial da Junta de S. Pedro e Santiago (em ambos os lados) e na Junta de S. Maria do Castelo encontram-se os serviços de apoio (Bombeiros, PSP, Tribunal, Expotorres, Parque da Várzea, etc) e a parte histórica da cidade.

Em relação à Junta de Santa Maria do Castelo esta preocupou-se sempre mais com as áreas rurais (Sarge, Orjariça, Serra da Vila, Ribeira de Pedrulhos, etc) em deterimento da área urbana.

O meu maior receio será quando se juntarem as duas freguesias e o seu desenvolvimento terá como enfoque a cidade. Como a nova Freguesia terá uma maior dimensão algumas localidades de 10/20 habitantes serão esquecidas dada a sua reduzida importância no novo contexto.

O novo Presidente de Junta tentará "apagar os fogos" onde o eleitorado se concentra, ou seja, na cidade. E a "água" apenas chegará a algumas aldeias. E os locais de 10/20 habitantes arderão todos, porque não serão recordados.

É triste dizer isto, mas em alguns desses lugares a TDT ainda não chegou, a corrente eléctrica é fraca, as estradas estão em más condições e o saneamento básico nem vê-lo.






6
Exacto Senhor Presidente,

A origem da Freguesia de Santa Maria do Castelo remonta a 1220 d.c., sendo a mais antiga do Concelho, enquanto as outras paróquias surgiram mais tarde.

A alteração do nome da Freguesia urbana é um mal menor (alternativamente: poderia designar-se de Freguesia de Torres Vedras, Convento da Graça, Igreja da Misericórdia de Torres Vedras, etc).

A meu ver, existe um problema mais grave que não foi ainda tido em consideração.

Se a reforma administrativa for para a frente, teremos um grave problema de desenvolvimento na nova freguesia urbana. A metrópole (cidade) vai absorver todos os recursos em detrimentos das povoações que se encontram na perifeira. Os poderes tornar-se-ão mais centralizados e as localidades com 10/100 habitantes serão esquecidas. Na cidade encontrar-se-ão 20 mil habitantes em oposição ao meio rural que terá no máximo 5 mil habitantes. No futuro as assimetrias vão-se notar a passos largos e tudo o que seja fora da cidade já não é considerado na nova freguesia.

Até então, o modelo de desenvolvimento acentava num modelo bicefalo (em oposição ao modelo macrocefalo que pretendem implementar), valorizando as áreas rurais (periferia).

A Freguesia de Santa Maria do Castelo e São Miguel privilegia o desenvolvimento rural, tendo em consideração as localidades, mesmo que elas tenham apenas 10 habitantes. Dúvido que com o nova reforma administrativa o interesse pelo desenvolvimento rural seja o mesmo!?!

Estas medidas serão tão graves tanto para o meio rural da Freguesia de Santa Maria como para o meio rural da Freguesia de São Pedro e Santiago!

Em suma, a nova lei pretende para além de juntar territórios, juntar recursos, equipamentos, etc desvalorizando a periferia!

Melhores cumprimentos

7
Para vosso conhecimento,

Finalmente já está a circular uma petição dirigida ao Presidente da Assembleia Municipal de Torres Vedras, onde se manisfesta o interesse dos habitantes locais para que a Junta de Freguesia de Santa Maria do Castelo e São Miguel não se extinga.

Espero que a adesão seja significativa e que a vontade do povo prevaleça em oposição à vontade política!

Segundo fontes, a petição já ultrapassa 800 assinaturas e esperemos que este número se multiplique!

Recuso-me aceitar a ideia de que a freguesia mais antiga do Concelho seja extinta!

Deste modo, lanço um repto a todos a fim de mobilizar mais pessoas a assinar a dita petição!

8
Excelentíssimo Presidente Dr. Carlos Miguel,

Grande parte daquilo que argumentei anteriormente foi baseado na informação contida na Revista Festa, conforme o linko seguinte:

http://www.revistafesta.com/index.php/noticias/regiao/item/617-reforma-da-administra%C3%A7%C3%A3o-local-torres-vedras-pode-perder-metade-das-suas-freguesias

e em relação aos dados demográficos, estes foram retirados no site da câmara municipal: http://www.cm-tvedras.pt/concelho/freguesias/detalhes/?id=16

Deste modo, como é que a minha informação pode estar incorrecta?

Espero que em caso de redução de 50% das freguesias urbanas do concelho de Torres Vedras esta venha a ter só o nome de Santa Maria do Castelo, pois as origem da actual cidade de Torres Vedras provieram de lá.

Ora, foi a partir das muralhas do castelo que se desenvolveu a vila e que posteriormente deu nome a esta cidade. Assim sendo, a meu ver a existência da junta de freguesia de S.Pedro e Santiago não faz sentido algum, apesar de grande parte da população habitar lá (como disse, e volto a repetir, o critério demográfico é meramente indicativo).

As melhores cordealidades possíveis!

9
A redução do número de freguesias no distrito de Lisboa é assunto que há muito vem sendo discutido.

O Conselho de ministros já aprovou a proposta de lei que estabelece as regras para a redução do número de freguesias, integrada na reforma da Administração Local e 1.500 extinguem-se.

A proposta de lei consagra "a obrigatoriedade da reorganização administrativa do território das freguesias" e dá início ao "processo de reorganização administrativa do território dos municípios, desde já se incentivando a sua fusão".

Depois de aprovada a proposta de lei, o plano de reorganização e reestruturação do mapa autárquico, apontando mesmo para que as alterações do mesmo resultantes" só entrará em vigor no próximo ciclo eleitoral local.

Torres Vedras, e segundo os critérios (demográficos e geográficos) apresentados pelo Documento Verde, poderá perder metade das actuais 20 freguesias, sendo que neste momento a Assembleia Municipal criou uma comissão para discutir a questão. Em causa estão as freguesias de Campelos, Carmões, Carvoeira, Freiria, Maceira, Monte Redondo, Outeiro da Cabeça, Ponte Rol, Runa e Santa Maria do Castelo e São Miguel.

O concelho de Torres Vedras situa-se no segundo nível de concelhos, entre os 100 e os 500 habitantes por quilómetro quadrado, cujas freguesias devem ter um mínimo de 15.000 habitantes em sede de município, com um segundo critério a ser aplicado para as áreas predominantemente rurais, onde se aceita um mínimo de 1.000 habitantes por freguesia.

A menos de 10 km da sede de concelho, em domínios urbanos, neste segundo nível, o documento define um mínimo de 5.000 habitantes. As freguesias que não "cumprirem" estes requisitos, têm que se juntar a outras.

Ora, a Freguesia de Santa Maria do Castelo e São Miguel tem 5.061 habitantes espalhada por uma área de 17,6 Km2 (sendo a sua densidade populacional de 287,8 hab/km2), e como tal, a meu ver não deve ser extinta.

Ademais, não fazia sentido algum juntá-la a outra freguesia, já que possui características únicas em relação a qualquer outra. Esta é uma freguesia onde coabita simultaneamente o espaço urbano e rural, e onde os habitantes locais têm o seu próprio modo de vida.

Habituados às suas raízes e tradições seria um transtorno enorme para os habitantes desta freguesia terem que se juntar à Freguesia de São Pedro e Santiago, ou a outra qualquer.

Os habitantes de Santa Maria têm uma afinidade muito forte com a terra e o meio rural, mas sem esquecer a próximidade com a cidade.

Meus amigos, expresso aqui os meus votos para que a nossa Freguesia continue preservada com o passar do tempo, contraiando a decisão Política.

10
Carnaval / Re: Carnaval de Torres Vedras 2012
« em: Fevereiro 23, 2012, 09:46:14 »

Espero que a organização do Carnaval de Torres Vedras esteja preparada para o póximo ano, já que o governo decidiu não dar tolerância de ponto nos próximos anos:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=539933


A Câmara que comece já a pensar em arranjar alternativas antecipadamente, para não dizer na hora que foi apanhada de surpresa!

Este ano correu tudo bem graças à ajuda do S. Pedro. Teve bom tempo e a malta confluiu à festa!

Em relação ao facto de a autarquia ter concedido 1 ou 2 dias de tolerância de ponto no Carnaval acho injusto. Pois nem todos os trabalhadores torrienses tiveram essa possibilidade! Se pagamos impostos municipais em igual proporção, então que tenhá-mos os meus direitos.

Já agora em relação ao fogo-de-artificio de ontem à noite. Foi bom, mas achei um exagero em tempo de crise. Pois há muitos torrienses a viver em dificuldades à espera de apoio que tarda em aparecer!

Saudações

11
Carnaval / Re: Carnaval de Torres Vedras 2012
« em: Fevereiro 22, 2012, 12:25:34 »
Em resposta ao Senhor Dr. Presidente Carlos Miguel,

Eu sou equiparado a funcionário público, trabalho em Lisboa, sou torrieense e um verdadeiro folião.

Portanto, ninguém me concedeu tolerância de ponto e fui obrigado a tirar o dia de férias.

Consequências: vou ter que trabalhar 4+1 feriados que o Governo decidiu tirar este ano.

Concordo com a tolerância de ponto que algumas câmaras fizeram, mas que se aplicasse a todas para não provocar assimetrias. No meu entender não existe funcionários públicos de 1.ª e outros de 2.ª, pois vivemos no mesmo mundo.

Em suma: o prejudicado é sempre aquele que não consegue fugir às leis impostas pelas autoridades.

12
Carnaval / Re: Carnaval de Torres Vedras 2012
« em: Fevereiro 06, 2012, 18:30:31 »
Concordo.
O Feriado Municipal da Câmara de Torres Vedras deveria passar sempre para a terça-feira de Carnaval para não afectar a tradição!
Para além do mais, a cidade vive à custa de uma grande receita nesta época do ano.

Bons votos carnavalescos!

13
Em minha opinião,

No fim-de-semana passado, particpei num peddy paper organizado por um clube desportivo e quando passei pelo Jardim da Graça (de manhã) constatei que estava lá um aglomerado de pessoas com um aspecto inadequado.

Esse aglomerado de pessoas não estava a fazer mal a ninguém  (sublinho), mas causa muita má impressão para quem ali passa e quer desfrutar do local. As pessoas acabam por não se sentir bem e apenas passão pelo local de passagem!

O grande problema destes individuos é que se sentiram marginalizados pela sociedade, nasceram com poucas perspectivas futuras de emprego e alguns deles foram mal tratados pelos pais. Não tenho vergonha de o dizer, pois alguns deles foram meus colegas de escola.

Esta situação chegou a este ponto, porque ninguém os acolheu/recuperou a tempo, pois os organismo e a sociedade em geral continuam a virar costas a este problema.

Se estas pessoas tivessem trabalho e não fossem discriminadas não precisavam de arranjar problemas.

Este tema deveria servir para reflexão.



14
Carnaval / Re:Carnaval de Torres Vedras 2011
« em: Março 29, 2011, 21:10:04 »
Concordo com o que foi dito pelo Marioc.... há que rentabilizar ao máximo o investimento realizado no Carnaval de Inverno.... aproveitando os carros alegóricos para o Carnaval de Verão em Santa Cruz.

Eu também prefiro o Carnaval de Inverno... mas também acho muito importante criar uma iniciativa deste tipo no Verão... dois dias seria o perfeito para este evento.

Conheço pessoas que preferem o Carnaval de Verão, porque normalmente nesta altura não está muito frio e não costuma chover...

Por fim, existem outras iniciativas para além do Carnaval de Verão que ajudam a dinamizar Santa Cruz, como a do Ocean Spirit.... por isso, esta aldeia não está tão mal servida como as restantes do concelho...

Respeitem os gostos de cada um.... e potencializem ao máximo os investimentos já realizados!

15
Carnaval / Re:Carnaval de Torres Vedras 2011
« em: Março 22, 2011, 21:13:31 »
No geral, ainda bem que todos gostaram do nosso Carnaval. Mesmo para akeles que vieram das mais diversas partes do mundo (e.g. do Reino Unido).

Cada ano que passa a nossa tradição começa a ser mais atractiva, mesmo que o S. Pedro tente em afastá-la com a sua chuva....

No entanto, sublinho que ainda há algumas melhorias a fazer... que devem ser repensadas no Futuro.

Agora, só tems Carnaval no Verão!!!   ;D

Aguentem meus amigos...

Páginas: [1] 2 3 ... 9