Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - DFerreira

Páginas: [1] 2 3 ... 28
1
TRÂNSITO & ESTACIONAMENTO / Re: \
« em: Outubro 14, 2016, 14:59:46 »
não se esqueça de visitar a Rua Princesa Maria Benedita:
Serve a Escola nº1 Torres Vedras, com 200 alunos, e o Jardim de Infância e ATL da Misericórdia, com outros tantos utentes. Ao contrário da MOUZINHO DE ALBUQUERQUE, tem largura para cruzamento de carros, mas nada que indique o duplo sentido!
-Falta marcar as linhas (a tracejado ou a cheio) separadoras dos sentidos de trânsito
-É preciso repensar ou assinalar melhor a passadeira junto à escola, porque encontra-se depois do ponto mais alto da rua quando se desce e depois de uma curva quando se sobe, não tendo visibilidade adequada
- é preciso retirar os lugares marcados juntos a esta passadeira, principalmente o LUGAR QUE ESTÁ MARCADO EM CIMA DA PASSADEIRA
- retirar a passadeira junto à entrada lateral do edifício da Câmara, pois está a curta distância de outras 2, já não serve nada neste momento, e está mal localizada a seguir a uma curva com lugares marcados muito junto à passadeira
- é preciso colocar sinalização vertical na passadeira junto à 5 de Outubro
- é preciso colocar sinalização vertical nas passadeiras que cruzam a Rua Julio Cesar Lucas, principalmente a que está junto à escola
- é preciso sinalização horizontal EM TODAS as passadeiras
- é preciso sinalizar a zona escolar quando se sobe e melhorar quando se desce

Quero chamar à atenção da Câmara que todas estas questões foram referidas na sessão da Assembleia Municipal do dia 23 de Setembro, foram referidas tanto no fórum como no facebook várias vezes, e por email directamente para os serviços, para os quais não houve qualquer resposta!

Quero chamar à atenção que esta rua levou repavimentação, mantendo-se exactamente TODOS OS ERROS ANTERIORES

2
TRÂNSITO & ESTACIONAMENTO / Re: ALTERAÇÃO/REPINTURA PASSADEIRAS
« em: Outubro 03, 2016, 12:02:30 »
Infelizmente, não é única:

- Rua Princesa Maria Benedita, a passadeira junto à escola está depois da cota mais alta para quem desce, e depois de uma curva, para quem sobe. Não tem visibilidade. Além que tem um lugar de estacionamento marcado EM CIMA da passadeira, e a largura do sentido não chega a cumprir a largura de um carro normal. A passadeira junto à entrada lateral da Câmara, está poucos metros depois daquela, também está depois de uma curva e tem um lugar marcado a 1 metro. Ambas não têm visibilidade. A passadeira junto ao entroncamento com a 5 Outubro não tem sinalização vertical. A passadeira que atravessa a Rua Julio Cesar Lucas, precisa de renovação e também não tem sinalização vertical. Nenhuma tem a linha de paragem para automóvel, nenhuma cumpre a lei. Esta rua serve a EB1 Torres Vedras, que serve directamente 200 crianças no edificio de cima, mais 200 crianças na Creche da Misericórdia, e serve indirectamente a EB1 Torres Vedras, edifício do Avião e a Secundária Madeira Torres.

Lembro ainda a Câmara, que esta rua vai começar a servir também os serviços administrativos dos SMAS, aumentando bastante o nº de peões e de automóveis a circular nesta rua.

NÃO ESPEREM PELO ACIDENTE À ESPERA DE ACONTECER. ATÉ PORQUE JÁ FORAM AVISADOS VÁRIAS VEZES, POR POSTS NO FÓRUM E NO FACEBOOK, POR EMAIL DIRECTAMENTE AOS SERVIÇOS, E PRESENCIALMENTE NA ASSEMBLEIA DO DIA 23 SETEMBRO DESTE ANO.
O ACIDENTE, QUANDO ACONTECER, SERÁ RESPONSABILIDADE DIRECTA DA CÂMARA POR FALTA DE ACTUAÇÃO.

3
É prática corrente, tanto aí como na Rua Princesa Maria Benedita.

Solução óbvia é acabar com a ligação desta rua, o sentido descendente da Av. Humberto Delgado com a Raul Proença, e estender o duplo risco a cheio nesse entroncamento:
- Quem vier da Raul Proença, acaba-se com a possibilidade de virar à esquerda para descer a Av., teria que virar à direita, e subir a Av.
- Quem vier a descer a Av., acaba-se a possibilidade de virar à esquerda, teria que seguir em frente e virar na Princesa Maria Benedita e dar a volta ao quarteirão.
- Quem vier a subir a Av. de nada servia virar na Raul Proença com intenção de voltar atrás, porque teria duplo risco a cheio. Teria que seguir em frente até à rotunda da Henriques Nogueira e dar a volta à rotunda.
- Na Princesa Benedita, é estender o separador no entrocamento de modo a integrar a passadeira , e assim impedir que aja manobras em cima da passadeira.

Lembra-se à Câmara que estas duas ruas são usadas por ínumeras crianças e jovens da cidade, no acesso às escolas Henriques Nogueira e EB Torres Vedras. Não esperem até que aja um acidente grave para actuar. Para isso, já basta as casos de pessoas atropeladas EM CIMA DO PASSEIO!!!!

Como se vê, o bom senso não é faculdade da generalidade dos condutores da cidade, pelo que espera-se bom senso da parte da Câmara: já que estão a realizar várias obras e repinturas de vias, era uma oportunidade de corrigir erros do passado, e obrigar os condutores a cumprir o código.

Exige-se também mais actuação tanto da Promotorres como da PSP, que não pode lavar daí as mãos e fingir que o trânsito deixou de ser sua responsabilidade. Não deixou...

4
Escolas / Condições da EB Torres Vedras
« em: Agosto 31, 2016, 12:24:05 »
É sabido da fraca qualidade das instalações dos dois edifícios da EB Torres Vedras, vulgo Escola do Avião e Escola da Princesa Maria Benedita, apesar das intervenções levadas a cabo a cerca de 2 ou 3 anos.

Há agora um relatório de avaliação externa do AE São Gonçalo Torres Vedras, no qual se referem alguns pontos que quero salientar

Em geral a classificação do Agrupamento, como um todo é BOM, mas seguem-se as referencias mais importantes:

"A qualidade das instalações é um dos itens que regista maior descontentamento"
"A adequabilidade dos espaços de desporto e de recreio é, contrariamente, um dos aspectos a merecer maior insatisfação."
"Num Agrupamento disperso, marcado por grandes assimetrias entre os diferentes estabelecimentos de educação e ensino, nomeadamente ao nível da qualidade dos espaços físicos e do respectivo apetrechamento em termos de recursos e de equipamentos, colocam-se diversos desafios de modo a acautelar princípios basilares de equidade e de igualdade de oportunidades para todas as crianças e alunos."

Resumidamente, o agrupamento apresenta uma enorme diferença de qualidade nas instalações das suas escolas, em que há escolas com boas condições e outras escolas com más condições, que logo a igualdade de oportunidades não é garantida.

Indo agora a pormenores que eu pessoalmente identifico na EB 1 Torres Vedras
- o edifício da rua Princesa Maria Benedita não tem sala polivalente, parte do programa educativo não é possível de se cumprir por falta desta infraestrutura (por exemplo as lições de laboratório)
- o telheiro que permite algum tipo de protecção durante o recreio em dias de chuva não tem isolamento adequado, chove debaixo do telheiro
- não há qualquer tipo de cobertura entre o refeitório e o edifício principal (das duas escolas), sendo que as crianças tem que se deslocar à chuva para almoçar
- a cantina não fornece refeições aquecidas, uma vez que esta escola não tem cozinha, funciona apenas como local de reaquecimento (que claramente não funciona!)
- não há internet a funcionar, sequer para os serviços administrativos da escola!
- não há segurança no gradeamento da escola, principalmente entre a escola na rua Princesa Maria Benedita e a Escola Henriques Nogueira, sendo possível que crianças passem de um espaço para o outro pelo gradeamento
- não está garantida a segurança rodoviária nas imediações desta escola, sendo que é neste momento A ÚNICA ESCOLA BÁSICA (PRIVADAS INCLUÍDAS) NA CIDADE EM QUE AS RUAS À SUA VOLTA NÃO TIVERAM QUALQUER MELHORAMENTO de pavimento, passadeiras, protecção de passeios ou sinalização de zona escolar. A rua Princesa Maria Benedita parece uma pista de corridas, com a velocidade a que se circula, e os passeios servem de estacionamento, inclusive de veículos municipais

Sendo que:
-levando em conta o relatório da avaliação externa
-as infraestruturas escolares do ensino básico e dos arruamentos da cidade são da responsabilidade da Câmara
-aproveitando as actuais acções de pavimentação e pintura que se verificam pela cidade
-antes de se gastar 500 mil euros a construir um campo de padel, modalidade que nem se pratica no concelho, ou 600 mil euros a patrocinar grupos de mascarados

gostaria que a Câmara investisse primeiramente na Escola Básica de Torres Vedras.

5
TRÂNSITO & ESTACIONAMENTO / Re:
« em: Agosto 01, 2016, 11:08:59 »
à atenção da Câmara Municipal de Torres Vedras:

É com agrado que vejo o trabalho de remarcação de linhas e passadeiras da cidade.
Finalmente, quase 2 meses após a repavimentação da rua Antonio Augusto Cabral, foram marcadas as linhas de trânsitos.
É bom ver também o trabalho em realizado na rua Venerando de Matos que serve a Escola Madeira Torres e a EB1 da Conquinha, na rua Antonio Augusto Cabral junto ao McDonalds que serve a Escola S. Gonçalo, na rua Dr. Ricardo Belo que serve o hospital e EB Padre Soares, e na rua José Augusto Lopes Junior que serve a Escola Henriques Nogueira e a EB1 Escola do Avião.

Peço é que a câmara não se esqueça que ainda existe a rua Princesa Maria Benedita, que serve a EB1 (traseiras para a rua Julio Cesar Lucas), e a creche da Misericórdia.
Nestas instituições, atendem cerca de 200 alunos em cada (num total de 400 alunos da cidade) e é também necessário marcar as linhas de trânsito nesta:
- remarcação das passadeiras, e se possível, relocalização destas. Quando se desce em direcção para a Av. 5 Outubro, uma está logo após a cota mais alta e outra está após uma curva sem visibilidade e não assinalada. Sugiro mesmo a completa retirada desta e devolução do lugar de estacionamento do lado da Câmara, uma vez que esta passadeira já não serve nada.
- sinalização vertical de todas as passadeiras. Não estão assinaladas a de entrada na rua Julio Cesar Lucas, no entroncamento com a Av. 5 Outubro. E a da anterior entrada da Câmara, caso se venha a manter.
- marcação de linha separadora dos sentidos de trânsito. Estudos comprovam que a marcação de linhas CONTINUAS separadoras dos sentidos de trânsito contribuem para a redução da velocidade em ruas urbanas. Linhas descontinuas darão azo a ultrapassagens perigosas.
- retirar os 3 lugares marcados após a 1ª passadeira junto à escola, à direita no sentido descendente. Estes lugares são ilegais, uma vez que não cumprem a largura mínima da via, e 1 dos lugares está marcado em cima da passadeira
- colocar sinalização vertical de indicação de zona escolar de forma visível (já agora, com a mesma visibilidade da que existe na Rua Henriques Nogueira) em ambos os sentidos. Existe apenas uma indicação de direção, com a mesma tipologia da restante indicação de direção) no sentido descendente (para quem vem da Av. General Humberto Delgado), mas nenhuma no sentido ascendente (para quem vem da Av. 5 Outubro)

Espero sinceramente que a Câmara Municipal não se esqueça que os utentes desta escola também são Munícipes

6
Alertas URGENTES à Câmara! / Re: Marcação do piso nacional 8
« em: Junho 29, 2016, 11:32:29 »
http://www.cm-tvedras.pt/artigos/detalhes/contratos-para-os-projetos-do-orcamento-participativo-foram-assinados/

Sr. Presidente, antes de assinar contratos de projectos eventualmente realizáveis, vamos acabar o que começou!
As ruas do Hospital (rua Dr. Ricardo Belo) e da rotunda dos cavalos (rua Antonio Augusto Cabral) foram repavimentados HÁ MAIS DE 1 MÊS, e ainda não foram marcadas as linhas de transito.

7
http://www.cm-tvedras.pt/artigos/detalhes/linhas-de-torres-vedras-foram-sinalizadas-no-concelho/

"Os fortes são cada vez menos segredo…

Sinalética relativa à Rota Histórica das Linhas de Torres foi instalada no concelho.

Essa intervenção consistiu na instalação de 32 sinais indicativos, os quais remetem para as localizações dos fortes mais importantes das Linhas de Torres Vedras situados no território do mesmo, para além da colocação de painéis informativos na A8. A sinalética indicativa instalada remete para os fortes de S. Vicente, dos Olheiros, da Forca (localizados nas imediações de Torres Vedras), do Passo (localizado na freguesia de S. Pedro da Cadeira), do Grilo (localizado na freguesia da Ponte do Rol) e da Feiteira (localizado na freguesia de Dois Portos).

Promover turisticamente este sistema de fortificações, implantando um sistema de sinalização turístico-rodoviário que permita uma melhor acessibilidade aos pontos de maior interesse do mesmo localizados no concelho foi o principal objetivo desta intervenção, a qual foi acompanhada de outras idênticas nos restantes concelhos pertencentes à Rota Histórica das Linhas de Torres."

Pena é que as escolas não sejam consideradas ponto de interesse (nem que seja interesse turistico).

Situação já n vezes denunciada a vários anos, continua por colocar sinalética na Rua Maria Princesa Benedita
- a indicar zona escolar (indicação que só existe de forma timida no cruzamento com a Av. General Humberto Delgado, mas não no entroncamento com a Av 5 Outubro.)
- a indicar passadeira de peões junto à Câmara
- a indicar passadeira no cruzamento com a Rua Dr. Julio César Lucas

A Rua Henriques Nogueira serve directamente 1 escola primaria e uma escola secundaria,  além de sinallização de passadeiras, tem radar e limitador de velocidade.
A Rua Princesa Maria Benedita serve directamente 1 escola primária e um jardim de infância, tem o dobro da largura e trafego constante, e não tem nada que regule a velocidade nesta via.

Citando LF no post anterior "A segurança das crianças e jovens e todos os demais peões também é de louvar e assegurar." de TODAS AS CRIANÇAS, não só as da escola que interessa à Câmara

8
Geral - Outros Temas / Re: Gestão Autarquica
« em: Abril 25, 2016, 10:35:57 »
https://torresvedrasweb.pt/torres-vedras-inaugura-na-segunda-feira-nova-biblioteca-municipal-no-centro-historico/

Entretanto, a menção de "temporaria" relativo à instalação da biblioteca no novo edifício desapareceu, tornando-se definitivo o seu afastamento da zona escolar e dos alunos, os principais utentes deste equipamento.

9
Geral - Outros Temas / Gestão Autarquica
« em: Abril 25, 2016, 10:27:22 »
https://torresvedrasweb.pt/camara-de-torres-vedras-vai-pedir-emprestimo-de-37-milhoes-de-euros-para-diversas-obras/

"Câmara de Torres Vedras vai pedir empréstimo de 3,7 milhões de euros para diversas obras"

"as verbas destinam-se a financiar a construção da nova escola básica do Turcifal, do Museu Joaquim Agostinho e de uma ponte integrada na estrada variante a A-dos-Cunhados, bem como a requalificação do parque municipal de jogos de Santa Cruz e do Museu Leonel Trindade e a aquisição de imóveis no centro histórico"

"Com um orçamento de 41,7 milhões de euros para 2016, o município chegou ao final de 2015 com uma dívida de médio e longo prazo de 16,8 milhões de euros, superior à que existia em 2014 (15,1 milhões). Dos 16,8 milhões, 14,9 milhões são de empréstimos bancários."

De construção em construção, de empréstimo em empréstimo, o Carnaval na cidade não pode falhar. Mais museu menos museu, mais ou menos habitação social ou de renda controlada, a Cidade e o Concelho vai aguentando

Entretanto, o trânsito e estacionamento continua caótico, o terminal rodoviário passou de "temporário" a "low cost", a EB1 de Torres não tem cozinha para refeições quentes e chove debaixo do alpendre, que agora serve de eco-ponto para recolha de lixo electrónico, não tem pavilhão e as crianças vão à chuva para a ginástica, não há dinheiro para livros escolares ou transporte de crianças, a loja do cidadão está por construir a anos, as passadeiras estão por requalificar, a mobilidade na cidade não existe, não se vê baixa no tarifário da água, há zonas da cidade sem iluminação, etc, etc, etc...

Mas hoje é o dia da Liberdade, celebremos o 25 de Abril, que nos trouxe a liberdade de exigirmos  a prestação de contas por aqueles que nos gerem o dinheiro público e dia-a-dia em comunidade, por mais que nos queiram ignorar!

10
Geral - Higiene Pública / Re: Sanitários da Expotorres
« em: Abril 19, 2016, 10:42:28 »
Num artigo de 22 Março no TorresVedrasWeb:

https://torresvedrasweb.pt/passageiros-queixam-da-falta-condicoes-do-terminal-rodoviario-do-campo-grande-lisboa/

refere-se "Passageiros queixam-se da falta de condições do terminal rodoviário do Campo Grande, Lisboa"

Lancei o desafio à Edição para um artigo acerca das condições do terminal rodoviário de Torres Vedras, ao qual a edição respondeu que em breve irão também fazer um artigo sobre esse assunto.

Veremos se essa noticia virá com toda a história, ou se limitará a "propagandar" obra feita da Câmara Municipal.

"O TORRES VEDRAS WEB é uma publicação livre, isenta, independente de poderes políticos ou particulares, que procurará unicamente servir os leitores produzindo conteúdos que, de acordo com os critérios editoriais definidos, são os mais interessantes e relevantes."

11
Geral - Higiene Pública / Re: Sanitários da Expotorres
« em: Abril 19, 2016, 10:32:02 »
Se é para o "povo", este que chafurde na m€rd@, mas às visitas estrangeiros convém mostrar o ouro!

12
TRÂNSITO & ESTACIONAMENTO / Re: \
« em: Abril 15, 2016, 14:18:39 »
Esse documento serve para mostrar que a maior parte dos problemas de mobilidade da cidade estão identificados desde 2012, mas nada foi feito para resolver.

Aproveito para listar quais dos problemas identificados em 2012 estão por resolver:

página 3 - estacionamento pùblico de bicicletas - tem baixa utilização; Pilaretes retrácteis de bloqueio de acesso ao Centro Histórico - nunca avançou; Já agora, há muitos passeios da cidade que precisam de pilaretes fixos com mais urgência, nomeadamente, em frente ao hospital, junto às escola EB1 e à Henriques Nogueira, na av. General Humberto Delgado frente à farmácia, em todas as passadeiras

página 4 - Bolsas de Estacionamento, residentes, misto e rotação, definido o uso em regulamento específico - falta fiscalização;

página 5 - lugares para deficientes - ninguém cumpre, falta fiscalização;

página 6 - rebaixamento de passadeiras - muitas por alterar, e impedir usar isto como estacionamento; Telas de passadeira para invisuais - de referir que as únicas 2 que existem foram colocadas propositadamente para um aluno que frequentava a Escola Henriques Nogueira, e não foi "ideia" da Câmara - mais, já foi aprovado o projecto de identificação de passadeiras para invisuais no âmbito do Orçamento Participativo 2015, já estamos em Abril e AINDA NADA FOI FEITO! Passados quase 4 anos desde que o problema foi identificado!

página 8 - a "Linha das Escolas" é no mínimo, risível. Chamo à atenção da 1ª foto à esquerda neste slide, onde se pode vislumbrar o que vai ser o futuro das ciclovias na cidade: um carro estacionado em 2ª fila em cima da hipotética ciclovia!

página 10 - mobilidade eléctrica: há alguma estatística da utilização destes postos de carregamento? Essa estatística vai mostrar algum valor além do 0 (zero)?

página 11 - relocalizaram o terminal, só falta... terminá-lo! "Com todas as características de modernidade e apoio ao passageiro", comé referido no documento, nomeadamente uma cobertura definitiva (de preferência que não voe com o vento), e casas de banho funcionais (sem que o papel esteja pendurado em cordas!)

Falta: recuperação e sinalização de TODAS AS PASSADEIRAS da cidade, colocação de pilaretes fixos para impedir o estacionamento nestas; melhor indicação da rede de transportes públicos urbanos (TUT) através da melhoria da sinalética nas paragens de forma a incluir quais as carreiras e os seus horários, para que os utentes não tenho que ir propositadamente ao terminal; melhoria da indicação de zonas escolares, nomeadamente junto à EB1 na Rua Princesa Maria Benedita

Em jeito de conclusão, acho que é necessário menos demagogia, e mais acção, peço aos técnicos / orgãos de decisão da Câmara que comecem a caminhar mais na cidade, só assim conhecem a realidade de quem nesta cidade faz a sua vida!

Sugiro visita à página de facebook OndeParaAPromotorres, para terem uma ideia do que se passa em termos de mobilidade e circulação automóvel.

PS: não pude deixar de reparar, no programa para o Forum Civitas deste ano, referem uma visita ao terminal rodoviário "low cost"
15 ABRIL
12h30 | Visita ao Centro Histórico,  andando e pedalando com as Agostinhas (bicicletas públicas de Torres Vedras)  até ao terminal de transportes ‘low cost’.
Agora é assim que se chama? Passou de temporário para "low cost"? Quando recolocarem a cobertura (espera-se que de forma definitiva!) passa a ser um terminal com valor acrescentado?

13
TRÂNSITO & ESTACIONAMENTO / Re: \
« em: Março 27, 2016, 13:18:58 »
Sr. Rivel

Como pode ver, a Câmara assegurou a segurança dos peões e o cumprimento da lei, colocando um gradeamento na via pedestre, como se vê na 1ª e 3ª fotos.

Passe agora o sarcasmo:

CMTVedras, A SÉRIO?!
Isto já foi denunciado a várias semanas, a situação é conhecida pela existência de inumeras testemunhas, fotos, e pela existência do gradeamento, e ACEITAM ESTA M€RD@?!

Tiveram a put@ de lata de avisar peões para não pisarem a relva, e agora permitem ISTO?!

Foi para isto que se gastou dinheiro a recuperar o parque do Choupal?!
É assim que justificam os Green Leaf e demais prémios de mobilidade?
É assim que justificam o titulo de cidade mais familiarmente responsável de 2014?

Agora, é a CMTVedras (e novamente, dinheiro publico a recuperar danos provocados por privados!) a arranjar isto?
Dinheiro que podia ser usado para criar mais infraestruturas para as crianças, por exemplo!

Pois, porque não vejo a CMTVedras com espinha dorsal suficientemente rigida para ir agora cobrar a reparação desta vergonha permitida.

14
Alertas URGENTES à Câmara! / Marcação do piso nacional 8
« em: Março 21, 2016, 10:28:49 »
Após a repavimentação da n8, junto à catefica, ficaram por concluir as pinturas das marcações no piso. Face ao trafego naquela via, principalmente às horas de ponta, a CMTVedras deve exigir a conclusão dos trabalhos.

15
Geral - Higiene Pública / Re: Sanitários da Expotorres
« em: Março 18, 2016, 16:29:41 »
Se não há lucro, então é preciso perceber onde é feito esse "investimento" e qual a justificação: mas esta já se está a ver, sendo esta autarquia da mesma família da "geringonça" parlamentar, vai haver algum "interesse nacional" que o justifique.

É possível saber exactamente quem foram as empresas / empresas municipais / associações / confrarias que beneficiaram deste "investimento"?

E como é que a câmara continua a "investir" no Carnaval quantias cada vez maiores, mas ainda há:
- crianças sem livros escolares
- refeições escolares frias por falta de cozinha
- instalações públicas (wc do mercado e do terminal, toldo do terminal) por arranjar
- passeios e passadeiras por arranjar e marcar
- parques infantis por arranjar
...

Páginas: [1] 2 3 ... 28