Autor Tópico: Ensino - motor do desenvolvimento local  (Lida 2525 vezes)

Offline armando

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 276
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • Armando Fernandes - Consultor de Negócios
Ensino - motor do desenvolvimento local
« em: Fevereiro 26, 2005, 06:47:04 »
Estou a lançar este tema para debate, porque entendo que das opções e ofertas curriculares se apresentamos hoje está dependente o nosso desenvolvimento futuro.
Assim lanço o desafio a todos os cidadãos Torreenses para darem o seu contributo.
Gostaria também que as Autarquias, as Escolas, as Associações de Pais, Associações Empresariais, os Sindicatos, etc. dessem o seu contributo.

Cumprimentos,


Armando Fernandes

Offline nelly

  • Mensagens: 13
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #1 em: Fevereiro 26, 2005, 23:43:37 »

Olá a todos


Não entendi bem o que é o tema
será que tem algo a ver com isto[?]

"the skills our young people need to succeed in the world of work"
http://www.academicinnovations.com/report.html#work
 

Offline armando

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 276
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • Armando Fernandes - Consultor de Negócios
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #2 em: Fevereiro 27, 2005, 01:18:40 »
Olá Nelly

Estabeleci um tópico genérico, no entanto no texto que apresento de seguida passo a especificar melhor a minha ideia para este debate.

Estou convencido que sobre este tema poderão haver outras orientações que sugiro que sejam discutidas em outros tópicos que se podem lançar.

Um Jovem quando atinge os 14 ou 15 anos tem de tomar algumas opções relativamente ao seu futuro.

Aqueles que conseguem melhor aproveitamento e tem condições para seguir cursos superiores têm as opções que lhes são oferecidas pelas Universidades e pelo Politécnicos.

Sabemos no entanto que a maioria dos Jovens, não atingem estes níveis de ensino, e existem muitos que nem conseguem acabar a escolaridade mínima obrigatória (actualmente 9º ano, num próximo futuro o 12º).

A nossa Região e o País têm necessidade de trabalhadores especializados e com carteira profissional devidamente preparados para os desafios do desenvolvimento.

Por esse facto lancei este tema ao fórum, pois entendo que todas as forças vivas da nossa região deveriam assumir este debate.

Para especificar melhor o problema esclareço que existem Cursos de Educação e Formação (CEF) são uma oportunidade para quem frequente os 6, 9 ou 12 anos de Escolaridade e ficar preparado para entrar no mundo do trabalho com qualificação escolar e profissional.

Estando estes cursos regulamentados pelo Ministério da Educação www.dgfv.min-edu.pt  e Instituto de Emprego e Formação Profissional http://portal.iefp.pt/portal/page?_pageid=117,105016&_dad=gov_portal_iefp&_schema=GOV_PORTAL_IEFP

 
Com a entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 74/2004 de 26 de Março, e da  Portaria n.º 550-C/2004, de 21 de Maio, foi regulamentada a organização e gestão do currículo, bem como a avaliação e a certificação das aprendizagens dos cursos profissionais do nível secundário de educação.

Esta Portaria consolidou a possibilidade de funcionamento dos referidos cursos nos estabelecimentos públicos de educação e ensino, designadamente, nas escolas secundárias, por esse facto entendo que as Escolas Secundárias em Torres Vedras, deveriam assumir este desafio e esta oferta como oferta de ensino público, sem entrar em concorrência, com o Cenfim, ESCO e Escola Agrícola de Runa.

Por esse facto lanço aqui novamente o desafio às Entidades que referi em anterior mensagem e também à  Associação para o Desenvolvimento Regional do Oeste – ADRO que é o Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências na nossa região

Cumprimentos,
Armando Fernandes

Offline André Martins

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2271
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #3 em: Agosto 27, 2006, 03:11:06 »
Aproveito este cantinho reservado ao ensino para colocar uma simples questão: alguém se lembra que há ensino superior em Torres Vedras? O facto de ser uma instituição privada não significa que não se deva olhar para ela. Temos o exemplo aqui bem perto de nós,em Óbidos, que se empenhou a fundo para conseguir estabelecer por lá um Centro de Altos Estudos Superiores de turismo. Ou seja, um aproveitamento das potencialidades da vila em beneficio próprio, valorizando e aproveitando os recursos humanos que dali saírão para o mercado de trabalho na área turistica. Esta instituição é particular, faz parte do grupo Lusófona. Porque não incentivar a juventude torreense, e não só, a prosseguir os seus estudos ao nível superior na cidade que os viu nascer, para além de discentes forasteiros que também os há por certo naquela casa? è altura da cidade de Torres acordar para a sua realidade, e apoiar quem realmente se esforça por valorizar os nossos recursos humanos....

Cumprimentos:

The eye
André Martins

Torres Vedras é uma terra privilegiada. Pena é os privilégios não serem para todos...

Offline armando

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 276
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • Armando Fernandes - Consultor de Negócios
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #4 em: Agosto 27, 2006, 07:56:11 »
O desafio lançado pelo the eye é interessante.
Se o debate for sobre o tema "Ensino - motor do desenvolvimento local" poderá ser efectuado aqui neste tópico.
Se for sobre outro tema de Ensino Superior deverá ser criado um novo Tópico.

Considero oportuno debater se devem ser ministrados Cursos de Ensino Superior ou se devem haver Escolas de Ensino Superior em Torres Vedras.

Mas para fundamentar este debate devemos ter em conta qual o modelo de desenvolvimento queremos para nossa região, quais as necessidades de especialização dos nossos recursos humanos, e qual o envolvimento e capacidade de parceria do tecido empresarial regional com a(s) escolas superiores.

Saudações Torreenses
« Última modificação: Agosto 27, 2006, 09:50:04 por armando »
Armando Fernandes

Offline André Martins

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2271
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #5 em: Agosto 30, 2006, 04:21:17 »
caro armando,já existe ensino superior em Torres Vedras. Em breve pode ser que hajam novidades, e concordo com a criação de um tópico especifico para que aí se fale deste verdadeiro motor de desenvolvimento local e regional que é o Ensino Superior.

Saudações:

The Eye
André Martins

Torres Vedras é uma terra privilegiada. Pena é os privilégios não serem para todos...

Offline armando

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 276
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • Armando Fernandes - Consultor de Negócios
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #6 em: Agosto 30, 2006, 07:37:27 »
Olá the eye

Eu sei que existe ensino superior em Torres Vedras.

Uma coisa é ensino Superior ministrado em instalações desconcentradas das diversas Universidades e Politécnicos, e outra são a criação de uma Universidade ou de um Politécnico em Torres Vedras.

Gostaria de recordar um facto da nossa história ao qual devemos retirar as devidas ilações, porque os argumentos usados em 1522 ainda são válidos para muitos torreenses com espírito de Velho do Restelo.

El-rei D. João III (depois de um conflito com a Universidade de Lisboa) tentou transferi-la para Torres Vedras, mas os vereadores da Câmara pediram ao rei que "haja por bem o Estudo se mandar a outra parte onde Vossa Alteza houver por mais seu serviço", invocaram que não podiam arcar com as despesas resultantes da instalação de mais privilegiados no concelho e invocaram que seria inconveniente a presença dos estudantes que eram muito turbulentos e irreverentes. A Universidade não foi instalada em Torres e a Universidade de Coimbra foi reforçada com mais cursos e melhores professores.


Entendo que só se justifica a criação de cursos superiores, se for tido em conta qual o modelo de desenvolvimento queremos para nossa região, quais as necessidades de especialização dos nossos recursos humanos, e qual o envolvimento e capacidade de parceria do tecido empresarial regional com a(s) escolas superiores.

Saudações Torreenses
« Última modificação: Agosto 30, 2006, 07:38:11 por armando »
Armando Fernandes

Offline André Martins

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2271
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #7 em: Agosto 31, 2006, 05:42:44 »
Caríssimo, apraz-me imenso poder debater algumas ideias consigo. De facto pode ser que este assunto possa vir a ganhar maior relevância. Posso ainda esclarecê-lo, caso não saiba, que o que existe em Torres é o Instituto Superior Politécnico do Oeste (ISPO), o que há 1ª vista pode não significar nada, mas que na realidade é aquilo que muito boa gente desconhece: um Instituto Politécnico, que faz parte do grupo Lusófona, e já não é uma dependência. Esse estatuto foi conseguido por decreto-lei de Abril de 2005, e que permite ao ISPO poder encarar o futuro com uma outra disposição, continuando a ministrar os 5 cursos desde sempre existentes no então ISMAG e ISHT, "antepassados" do ISPO, estando ainda prevista a abertura de 2 novos cursos,segundo o que diz o folheto informativo dessa instituição. Só é pena ainda ser conhecida apenas como aquela por cima do pingo doce.... Vá lá ainda sabem onde é, mas espero que não seja ali por muitos mais anos.....

Cumprimentos:

The Eye
André Martins

Torres Vedras é uma terra privilegiada. Pena é os privilégios não serem para todos...

Offline Dr. Correia Nunes

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 4
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • SPO da ESHN
Caros blogistas,

Sugiro a extensão do tema proposto aos da - Coesão Social e do Desenvolvimento da Cidadania, pela sua actualidade e complementaridade com o tema deste blog. A este propósito, aplaude-se a iniciativa da Câmara, na sequência do Fórum de Qualificação e Emprego, de reflectir sobre o Programa de Voluntariado Europeu com as Associações de Estudantes. Espero que as Escolas e outras Associações/Clubes acolham e colaborem com essa iniciativa, nomeadamente nas férias.

Para não fugir ao tema proposto, lembro que o CENFIM tem obtido classificações muito honrosas nas Olimpíadas das Profissões. Uma das jornadas desse evento - o CAMPEONATO EUROPEU DAS PROFISSÕES – EUROSKILLS LISBOA 2010 - realiza-se este ano em Lisboa, de 9 a 12 de Dezembro, com a participação de 500 jovens, entre os 18 e os 25 anos. Esperemos que as Escolas continuem a demonstrar o valor dos alunos torrienses com formação profissional. cf.
http://www.youtube.com/user/ComunicarIEFP

Obrigado pela oportunidade Armando.

Saudações cordiais.
« Última modificação: Abril 25, 2010, 22:23:03 por Dr. Correia Nunes »
Dr. Ant.º Correia Nunes

Offline Zé do Boné

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 430
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Re:Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #9 em: Abril 26, 2010, 07:23:48 »
Se há coisa que eu não gosto... é de pessoas cujo primeiro nome é Dr...
A liberdade de cada um, começa onde acaba a do próximo.

Offline André Martins

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2271
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Re:Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #10 em: Abril 26, 2010, 16:08:14 »
Caro forista Dr. Correia Nunes: deve partilhar comigo a ideia de que, desde que o ensino profissional foi diluido no secundário em Portugal, perdeu-se muita gente, uma geração para ser mais preciso, de gente capaz e com competências técnicas, capazes de produzir verdadeiramente riqueza. Parece que lentamente o nosso país vai acordando e apercebendo-se para esse tremendo erro que foi abolir o ensino profissional das escolas. No entanto, esse ensino não deixou de existir, passou foi para outras instituições, de que são exemplo no nosso concelho a ESCO, mais virada para os serviços e comércio, o CENFIM, mais virado para a indústria metalo-mecânica, e a Escola Profissional Agrícola, em Runa, logicamente virada para a agricultura. São escolas especializadas no sector primário e secundário da nossa actividade produtiva. Mas creio que continua a faltar em Torres Vedras algo que potencie os recursos humanos que dali saiem com o 12º ano. Eu acho que era perfeitamente viável um pólo universitário virado para a agricultura e engenharia, visto que em serviços e comércio o ISPO vai dando algumas respostas às necessidades, não todas, obviamente. E como todos sabemos, temos também em Portugal bons cérebros, se calhar alguns deles aqui mersmo em Torres... Porque não aproveitá-los? porque não seguir o exemplo de Peniche, que criou todas as condições para a instalação de uma escola superior de tecnologias do mar, onde os penichenses vão buscar a sua riqueza, ou grande parte da sua riqueza? Porque não fazer o mesmo em Torres, mas virada para a agricultura? Acho que é algo que deve ser pensado, não podemos continuar com a ideia de que Lisboa é já ali. Isso não valoriza nem proporciona minimamente um desenvolvimento local, a nivel económico e a nível social, no nosso concelho
.
André Martins

Torres Vedras é uma terra privilegiada. Pena é os privilégios não serem para todos...

Offline Feliciano VASA

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 223
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Re:Ensino - motor do desenvolvimento local
« Responder #11 em: Abril 26, 2010, 20:42:41 »
Assino por debaixo a sua opinião André
Feliciano da Vasa Ferreira

Reflexões e Artigos publicados