Autor Tópico: Empresa de Torres Vedras constrói estruturas para maiores aviões do mundo  (Lida 1083 vezes)

Offline Lia

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 77
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
Em época de vacas magras em que o país parece estar todo em crise, encontrei esta noticia duma empresa torriense que me deixou orgulhosa e para a qual deixo aqui os meus parabéns. Encheu-me de vontade de partilhar convosco uma noticia boa pois ultimamente parece que só chovem más.
Transcrita na integra:


quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011

"Uma empresa de metalomecânica de Torres Vedras é a primeira empresa  portuguesa a construir estruturas de apoio logístico à reparação dos maiores aviões do mundo, revelou a empresa durante a cerimónia de entrega de uma encomenda.

“No último mês e meio construímos uma estrutura destinada a dar apoio logístico à montagem e manutenção de quatro aviões, os boeing 777, 787 e 747 e o Airbus 330”, afirmou Hélder Reis, sócio da empresa Metalovimaq.

Trata-se de uma estrutura amovível de 15 toneladas e 14 metros de altura, construída em ferro e alumínio, que vai funcionar como “escadote” gigante nas operações de montagem e manutenção destes aviões.

A encomenda de 250 mil euros foi entregue aos representantes de uma empresa francesa, associada da portuguesa, e vai seguir na próxima semana para a Nova Zelândia, onde vai ser utilizada pela companhia aérea Air New Zealand. “A estrutura vai desmontada e enviada por via marítima para a Nova Zelândia e vamos lá ter operários a montá-la durante três meses”, explicou o responsável, adiantando que só para a empresa francesa construíram em 2010 maquinaria no valor de 700 mil euros.

No mercado há seis anos e 42 operários, a empresa de Torres Vedras exporta entre 40 a 50 por cento da sua produção, destinada sobretudo aos mercados alemão e francês, e facturou em 2010 dois milhões de euros.

“A construção destas estruturas logísticas para os aviões é uma das nossas principais fileiras de negócio”, disse, acrescentando que a empresa tem também encomendas semelhantes para navios e comboios, uma das quais em execução para a Bombardier. “Temos encomendas de 800 mil euros e trabalho até Setembro”, sublinhou.

A empresa já produziu para países em todo o mundo, entre os quais Israel, Dubai, Marrocos, Espanha, Bélgica, França, Catar e Canadá."


in
http://www.sitema.pt/ver_noticia.asp?id=515
SITEMA - Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves