Autor Tópico: P.S.P.  (Lida 4303 vezes)

Offline PauloB

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Popularidade: +2/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« em: Dezembro 30, 2002, 19:56:54 »
Mais uma vez ( a 3ª desde maio) fui vitima do roubo das antenas de automóveis.

Desta vez desloquei-me á esquadra da PSP para apresentar queixa, quanto mais não seja para actualizar as estatisticas da criminalidade.

Durante a participação e troca de conversa cordial ficou-me a preocupação pelo facto de ter ficado a saber que tem vindo a aumentar o número de ocorrências participadas (roubo, assaltos, furto de viaturas, ofensas corporais, etc).

Mas não foi o pior, para minha estupefacção ficou-me esta informação :
Ontem, dia 29/12/02 - Domingo, a PSP apenas dispunha de 3 elementos para efectuar o serviço de patrulhamento da cidade !!!, sendo que nos restantes dias o nº. de efectivos disponiveis para este tipo de serviço é também muito reduzido !!

Mas afinal para onde estamos a caminhar ??





PauloB


PauloB

Offline Carlos Miguel

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 779
  • Popularidade: +1/-4
    • Ver Perfil
    • http://www.cm-tvedras.pt
P.S.P.
« Responder #1 em: Janeiro 04, 2003, 00:19:10 »
É uma realidade visível que o nº. de efectivos da P.S.P. em serviço na rua é reduzido.
No entanto, sei que são muitos os agentes da P.S.P. em serviço noutras localidades que pediram a transferência para a esquadra de Torres Vedras, e só não vêm porque o Comando não aceita tais deslocações.
Quer dizer que a insuficiência de agentes da P.S.P. na cidade de Torres Vedras, reside numa política de recursos humanos seguida pelo Ministério e Comando de privilegiar os grandes centros urbanos, como Lisboa, em detrimento das cidades de província como Torres Vedras.
Agentes a querer vir para Torres Vedras existem, vontade de os colocar cá é que não há.

Com os melhores cumprimentos

Carlos Miguel

 
 

Offline bLURP_

  • Mensagens: 3
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #2 em: Janeiro 20, 2003, 02:47:22 »
eu sou apenas um jovem e como todos os jovens adoro sair á noite, mas o que se assa é o seguinte...

Todas as sextas feiras á noite costumo frequentar o bar "fabrica das artes", onde até passo uma noite agradável a conviver com todos os outros jovens que neste dia a li se deslocam mas o pior é á hora de sair... Poucas são as noites que ninguem é lá assaltado, ou tenha problemas. já cheguei a sair com amigos que já foram apredejados...

A policia á foi mas não vê ou não quer ver?

O que podemos nos fazer?
Ir a outro sitio?
qual?



 
 

Offline Sérgio Ribeiro Jacinto

  • Mensagens: 101
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #3 em: Dezembro 07, 2003, 07:20:51 »
Admitindo que V. Exa. possui informações mais fidedignas daquelas de que disponho sobre esta matéria, sendo por isso verdade aquilo que afirma.
Enquanto Vice-Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, eleito democraticamente por sufrágio universal e directo para zelar, entre outras atribuições, pelo bem-estar e pela segurança dos seus municípes, o que é que já fez para contrariar esta situação que diz resultar da política de recursos humanos do Ministério da Administração Interna e do próprio Comando da Policia?

Com os melhores cumprimentos,

Sérgio Ribeiro Jacinto.
quote:
Mensagem original por Carlos Miguel

É uma realidade visível que o nº. de efectivos da P.S.P. em serviço na rua é reduzido.
No entanto, sei que são muitos os agentes da P.S.P. em serviço noutras localidades que pediram a transferência para a esquadra de Torres Vedras, e só não vêm porque o Comando não aceita tais deslocações.
Quer dizer que a insuficiência de agentes da P.S.P. na cidade de Torres Vedras, reside numa política de recursos humanos seguida pelo Ministério e Comando de privilegiar os grandes centros urbanos, como Lisboa, em detrimento das cidades de província como Torres Vedras.
Agentes a querer vir para Torres Vedras existem, vontade de os colocar cá é que não há.

Com os melhores cumprimentos

Carlos Miguel

 

« Última modificação: Dezembro 07, 2003, 07:25:34 por Sérgio Ribeiro Jacinto »
 

Offline nmoedas

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 332
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://nunomoedas.com.sapo.pt
P.S.P.
« Responder #4 em: Dezembro 07, 2003, 20:28:51 »
Existe PSP em torres?? Quem diria...é que são bastante discretos e inoperantes para uma policia que tem o dever de zelar pelo bem dos cidadãos e aplicar a legislação que lhe compete.
NM

Offline Carlos Miguel

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 779
  • Popularidade: +1/-4
    • Ver Perfil
    • http://www.cm-tvedras.pt
P.S.P.
« Responder #5 em: Dezembro 09, 2003, 21:27:20 »
Posso informar que o Sr. Presidente da Câmara tem reuniões de trabalho periódicas com o Comando Distrital em que tais questões são expostas.
Há pouco tempo, 10/Novembro, participei numa reunião com o Sr. Governador Civil de Lisboa em que o assunto foi abordado e pedida a sua colobaração, sendo-nos dito que até à conclusão do Euro/2004 era difícil deslocalizar agentes da P.S.P. dos grandes centros populacionais.

Cumprimentos

Carlos Miguel
 

Offline baaroque

  • Mensagens: 105
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #6 em: Dezembro 16, 2003, 20:30:38 »
Boa Tarde,
Eu não queria "entrar a matar" como fez nmoedas, mas depois do que vi no passado domingo, sou obrigado a concordar com a inoperância.
Situação 1 - Na Rua António Leal Ascenção, no sentido do Tribunal para a CAERO, 5 metros após a rotunda com a estátua de Joaquim Agostinho (ou seja, a escaços 100 metros da PSP), estava um automóvel ESTACIONADO na faixa da direita. Repito, ESTACIONADO. Não havia 4 piscas acesos nem a presença de um condutor. E esta viatura ficou lá bastante tempo, já que fui a casa e à minha vidinha, e ao passar novamente por lá a cena continuava na mesma. Para além da infracção há a perigosidade da situação: Quem viesse do lado de Santa Cruz apanhava um susto (que foi o que me aconteceu).
Situação 2 - Na rua dos CTT, precisamente do lado do edifício desta instituição, estiveram carros estacionados todo o dia. Se juntarmos a este facto o estacionamento de viaturas do lado do prédio em construção, um pouco mais abaixo, a circulação automóvel nos dois sentidos fica reduzida a UMA FAIXA, ou FAIXA E MEIA na melhor das hipóteses. Já para não dizer que há viaturas que são "clientes habituais" destes Parques de Estacionamento "Alternativos".
O que eu não compreendo é porque é que as autoridades não autuam estas viaturas. Já agora, Dr. Carlos Miguel, para quando os terríveis e bem-vindos bloqueadores de rodas na nossa cidade? Em Torres Vedras era um investimento com um retorno incrível. Proponha isso na sua próxima reunião com o Governo Civil de Lisboa. É que a paciência tem limites e andar de carro em Tv é uma autêntica Gincana.
Cumprimentos,
Bruno Roque
 

Offline Sérgio Ribeiro Jacinto

  • Mensagens: 101
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #7 em: Dezembro 17, 2003, 06:31:45 »
Não posso deixar de concordar inteiramente consigo.

Infelizmente, há pessoas cujo limite é o do próprio umbigo, não se detendo perante nada, só para não terem de andar a pé 20 ou 30 metros.

Para esses, só conheço uma linguagem, a da coerção.

Mais do que os bloqueadores, o que Torres Vedras precisa mesmo é de um reboque ao serviço da PSP, à semelhança do que já sucede há bastante tempo nas Caldas da Rainha, com resultados muito animadores.

Aqui, estou certo que seria igualmente um negócio muito rentável, não só do ponto de vista económico, mas também e sobretudo educacional e cívico, pois não poderemos continuar a tolerar comportamentos deste tipo, premiando quem prevarica e penalizando quem cumpre, obrigado, bastas vezes, a dar várias voltas ao quarteirão e ou a pagar no parquímetro para poder estacionar decentemente.

Cumprimentos.

Sèrgio Ribeiro Jacinto.
quote:
Mensagem original por baaroque

Boa Tarde,
Eu não queria "entrar a matar" como fez nmoedas, mas depois do que vi no passado domingo, sou obrigado a concordar com a inoperância.
Situação 1 - Na Rua António Leal Ascenção, no sentido do Tribunal para a CAERO, 5 metros após a rotunda com a estátua de Joaquim Agostinho (ou seja, a escaços 100 metros da PSP), estava um automóvel ESTACIONADO na faixa da direita. Repito, ESTACIONADO. Não havia 4 piscas acesos nem a presença de um condutor. E esta viatura ficou lá bastante tempo, já que fui a casa e à minha vidinha, e ao passar novamente por lá a cena continuava na mesma. Para além da infracção há a perigosidade da situação: Quem viesse do lado de Santa Cruz apanhava um susto (que foi o que me aconteceu).
Situação 2 - Na rua dos CTT, precisamente do lado do edifício desta instituição, estiveram carros estacionados todo o dia. Se juntarmos a este facto o estacionamento de viaturas do lado do prédio em construção, um pouco mais abaixo, a circulação automóvel nos dois sentidos fica reduzida a UMA FAIXA, ou FAIXA E MEIA na melhor das hipóteses. Já para não dizer que há viaturas que são "clientes habituais" destes Parques de Estacionamento "Alternativos".
O que eu não compreendo é porque é que as autoridades não autuam estas viaturas. Já agora, Dr. Carlos Miguel, para quando os terríveis e bem-vindos bloqueadores de rodas na nossa cidade? Em Torres Vedras era um investimento com um retorno incrível. Proponha isso na sua próxima reunião com o Governo Civil de Lisboa. É que a paciência tem limites e andar de carro em Tv é uma autêntica Gincana.
Cumprimentos,
Bruno Roque

 

Offline baaroque

  • Mensagens: 105
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #8 em: Dezembro 17, 2003, 20:44:46 »
Boa tarde,

Essa sugestão do reboque também me parece boa. Pelo menos evitava situações como a que um amigo meu presenciou à porta de sua casa. Um carro em segunda fila impedia a saída de uma outra viatura. O dono da viatura "trancada" colou o dedo na buzina, esperando que alguém chegasse para retirar o carro. Tal não aconteceu e foi necessário recorrer aos préstimos da PSP, que prontamente começou a preencher a multa. Entretanto, e finalmente, surgiu o dono do carro em 2ª fila que começou logo a resmungar. Como os seus lamentos não tiveram eco no agente da autoridade, rematou com a seguinte frase: "Ai já multou? Pois agora vou deixar aí o carro o resto da tarde". Virou costas e voltou à sua vida. Quem tinha o carro bloqueado por este senhor, continuou sem poder sair. Isto passou-se na Av General Humberto Delgado, junto ao Centro Regional de Segurança Social.
De certeza que com a presença de um reboque a situação era outra. É que existem pessoas deste "calibre" a conduzir na estrada e às vezes é preciso "falar mais alto" e noutros "tons".
Cumprimentos,
Bruno Roque
 

Offline Carlos Miguel

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 779
  • Popularidade: +1/-4
    • Ver Perfil
    • http://www.cm-tvedras.pt
P.S.P.
« Responder #9 em: Dezembro 18, 2003, 19:00:22 »
Também eu vi o dito carro junta da estátua de Joaquim Agostinho, eram 17 horas e disseram-me que às 10 horas já lá estava.
Posso dizer que a P.S.P. teve conhecimento da situação.
No caso em concreto o necessário não são "bloqueadores" mas sim "rebocador" e a Câmara Municipal tem tentado que a P.S.P. em colaboração com outra entidade, nomeadamente os Bombeiros Voluntários de Torres Vedras, desenvolvam esta tarefa, mas sem resultado até agora.

Cumprimentos

Carlos Miguel
 

Offline nmoedas

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 332
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://nunomoedas.com.sapo.pt
P.S.P.
« Responder #10 em: Dezembro 22, 2003, 07:44:21 »
DE facto um reboque vinha ajudar bastante bem como os bloqueadores, nem que fosse de modo persuasivo como já se vai verificando em lisboa...mas pergunto-me se a PSP teria efectivos suficientes para operar com esses equipamentos??....E não pode a autarquia ter o seu reboque ou o dos bombeiros cabendo à PSP apenas a representação como autoridade que obrigue a que o carro seja rebocado??
NM

Offline Sérgio Ribeiro Jacinto

  • Mensagens: 101
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #11 em: Dezembro 29, 2003, 08:50:58 »
É uma questão bastante interessante e pertinente.

Segundo julgo saber, essa parceria é possível e permitida por lei, nomeadamente através da celebração de um protocolo entre as várias entidades envolvidas.

Em Lisboa, alguns dos reboques existentes até há algum tempo atrás, não eram propriedade da PSP, antes de privados que com ela colaboravam.

Em Torres Vedras, penso serem os bombeiros aqueles que melhores condições teriam para uma parceria destas, pois caso estejam interessados, além de possuirem os necessários reboques, também dispõem de espaço para o aparcamento das viaturas rebocadas, podendo esta actividade revelar-se numa nova fonte de receita para esta associação humanitária tão precisa e carente de fundos.

Quanto à policia, ela teria o seu trabalho facilitado e sem despesas.

A Câmara, por seu turno, daria um bom exemplo de cidadania e de ajuda aos bombeiros, combatendo os abusadores que, em muito, dificultam a vida dos outros que se esforçam para cumprirem o código da estrada, nesta matéria.

Estamos à espera de quê?

Cumprimentos.

Sèrgio Ribeiro Jacinto.
quote:
Mensagem original por nmoedas

DE facto um reboque vinha ajudar bastante bem como os bloqueadores, nem que fosse de modo persuasivo como já se vai verificando em lisboa...mas pergunto-me se a PSP teria efectivos suficientes para operar com esses equipamentos??....E não pode a autarquia ter o seu reboque ou o dos bombeiros cabendo à PSP apenas a representação como autoridade que obrigue a que o carro seja rebocado??

 

Offline Pedro Oliveira

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1797
  • Popularidade: +2/-0
    • Ver Perfil
    • http://www.pedromoliveira.pt.vu/
P.S.P.
« Responder #12 em: Janeiro 08, 2004, 03:06:52 »
entao e aqui ao pe de mim? lol na henriques nogueira... chegam a ser duas faixas d carros na zona mais larga.. poix.. e PSP.. parece k não ha... lol moedas.. curti a tua, tiraste m as palavras da boca!

PS, nmoedas, es o nuno moedas? k andou na tecnica?
:)
Pedro Oliveira

(Clique na imagem)

Offline Teresa

  • Mensagens: 39
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
P.S.P.
« Responder #13 em: Janeiro 28, 2004, 22:21:29 »
Para quê mais PSP´s amigos???
Para gastarem o dinheiro dos contribuintes?? Eles não servem para NADA!!!!
(não querendo ofender os poucos que fazem alguma coisa!!)
Todos os dias vou para o IST, e todos os dias, se não sou eu, vejo alguém ser assaltado. E a PSP NÂO FAZ ABSOLUTAMENTE NADA. Não faz a minima diferença se existem 3 ou 300 PSP´s em Torres Vedras!!
 

Offline nmoedas

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 332
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://nunomoedas.com.sapo.pt
P.S.P.
« Responder #14 em: Janeiro 31, 2004, 07:44:30 »
quote:
Mensagem original enviada por Teresa

Para quê mais PSP´s amigos???
Para gastarem o dinheiro dos contribuintes?? Eles não servem para NADA!!!!
(não querendo ofender os poucos que fazem alguma coisa!!)
Todos os dias vou para o IST, e todos os dias, se não sou eu, vejo alguém ser assaltado. E a PSP NÂO FAZ ABSOLUTAMENTE NADA. Não faz a minima diferença se existem 3 ou 300 PSP´s em Torres Vedras!!




A PSP não faz nada porque não está lá, espero que seja isso que queira dizer. Porque é isso que noto, e um outro problema é o facto de as pessoas verem outra pessoa ser assaltada e fingirem que não vêm. Mas então qual é a solução que propoe?
Tenho a certeza que 300 policias em torres fariam diferença[;)].
Por todo o país existem mais de 2000 policias a fazer trabalho de burocracia nas esquadras quando deveriam estar nas ruas,o Governo já afirmou que esses trabalhos vão passar a ser feitos por funcionarios da Administração Publica. Espero para ver.
NM