Autor Tópico: BLOQUEADORES - PARTE II  (Lida 564 vezes)

Offline jbleite

  • Mensagens: 9
  • Popularidade: +0/-0
    • Ver Perfil
BLOQUEADORES - PARTE II
« em: Junho 19, 2004, 00:23:22 »


 “A MONTANHA PARIU UM RATO / QUEM NÃO TEM CÃO CAÇA COM GATO”

Meus caros:
Em meados de Fevereiro do corrente ano afirmou  o Sr Comandante da PSP local que, para fazer face ao grave problema do estacionamente na cidade,  iria a instituição ser dotada de bloqueadores, de reboque e de parque. Teve o sr. Comandante ocasião de acrescentar que, sem tal equipamento “ pouco mais poderia ter sido feito para a resolução do problema”. A notícia (veiculada  por um semanário local em 20 de Fevereiro)  poderia,  a meu ver, ter caído como uma bomba se algum crédito pudesse ter merecido.
 Tive ocasião de me referir ao  assunto, aqui no site,  no tom que me pareceu mais apropriado  e que prenunciava  já o tremendo equívoco da operação. Pretender passar-se, de um dia para o outro, do 8 para o 80, só mesmo romanceando.
Melhor do que ninguém,  sabe a PSP  que a cidade tem este  problema por resolver  há longa data, o qual, dia após dia, se vem agravando. Os automobilistas estacionam  os  seus automóveis no centro da cidade, onde podem, querem e quando querem,  desde que haja espaço para o fazer. E este nunca falta.  Mesmo no único parque (camarário)  fechado no centro da cidade !!!  Num passeio ou numa esquina,  em zona pedonal,  entre floreiras,  em ruas com passeios interditos por pinos, em zonas exclusivas  para cargas e descargas, em locais de proibição devidamente assinalados, em segundas filas, em contra mão,  ao lado dos recipientes de lixo,  em passadeiras,  etc. e etc. e etc.  É de fartar!  
O que rareia é espaço para as pessoas e isso é uma afronta.
Dizer que Torres Vedras tem falta de Parques de Estacionamento ( e é verdade: a Câmara  anunciou já ter projectos nesse sentido) dá muito jeito mas  NUNCA poderá  justificar desrespeito e desprezo pelas normas de estacionamente e alheamento das condições que a cidade presentemente oferece. Que são razoáveis,  se as pessoas se predispuserem a utilizar os parques que existem ( pagos e gratuitos).
Mas também não pode justificar, por parte da instituição policial, a assunção, COMO REGRA,  de comportamento passivo, tolerante,  permissivo,  relativamente ao automobilista.  (Apenas um exemplo:  Como tolerar o estacionamento irregular na zona circundante ao parque fechado, anexo ao mercado?  A 30 cts/hora e sempre disponível?!?!
Constatado o fracasso da Operação Bloqueador/Reboque/Parque,  creio que  nada mais  resta que esperar que a PSP continue, como até aqui,  a manifestar a sua ineficácia  para  alterar a situação, como aliás o disse o Sr Comandante em Fevereiro passado.  
“A Montanha pariu um Rato”.  Será?
A menos que o Sr Comandante venha a concluir  que a actual situação não se coaduna   com a transformação e modernização desta cidade  e  se  proponha anunciar  medidas que tenham o seu desenvolvimento no seu  tecido actual,  que o mesmo é dizer que
 “À falta de cão se cace  com gato”,  o animal que, em boa verdade,  sempre vem existindo por aqui.
  O Verde, o  pulmão, que está  bem à vista nesta cidade  para todos “saborearem”  não merece  tanto negro de pneu no seu coração.
Cumprimentos
Jbleite